Cultour

Visitas acompanhadas por arquitectos a obras de arquitectura

De Belém a Cascais

MAAT | Armanda Levete |  Hufton Crow
MAAT | Armanda Levete | © Hufton Crow
MAAT | Armanda Levete | © Fundação EDP
MAAT | Armanda Levete | © Francisco Nogueira
MAAT | Armanda Levete | © Hufton Crow
Casa das Histórias | Eduardo Souto Moura | Cascais | © Luís Ferreira Alves
Estoril Sol | Gonçalo Byrne | Cascais | © Fernando Guerra
Estoril Sol | Gonçalo Byrne | Cascais | © Fernando Guerra
Estoril Sol | Gonçalo Byrne | Cascais | © Fernando Guerra
Centro Documentação Palácio de Belém | João Luís Carrilho da Graça | Lisboa | © Fernando Guerra
Centro Documentação Palácio de Belém | João Luís Carrilho da Graça | Lisboa | © Fernando Guerra
Centro Documentação Palácio de Belém | João Luís Carrilho da Graça | Lisboa | © Fernando Guerra
Centro Cultural de Belém | Vittorio Gregotti, Manuel Salgado | Lisboa | © Fernando Guerra
Centro Cultural de Belém | Vittorio Gregotti, Manuel Salgado | Lisboa | © Fernando Guerra
Centro Cultural de Belém | Vittorio Gregotti, Manuel Salgado | Lisboa | © Fernando Guerra
Casa das Histórias | Eduardo Souto Moura | Cascais |  Luís Ferreira Alves
© Luís Ferreira Alves

Neste percurso acompanhamos as águas do rio Tejo no seu movimento até à foz.

Partimos de uma área belíssima da cidade de Lisboa, onde marcam presença dois edifícios monumentais, classificados como Património da Humanidade (1983): a Torre de Belém e o Mosteiro dos Jerónimos, ligados aos Descobrimentos Portugueses. Aí podemos visitar o Centro Cultural de Belém - Vittorio Gregotti, o Centro de Documentação do Palácio de Belém - Carrilho da Graça, Museu dos Coches - Paulo Mendes da Rocha, MAAT –Amanda Levete e repousar no Bar A Margem de Pedro Falcão Campos.

Pela estrada observaremos a delicada reverência que a Torre de Controlo de Tráfego Marítimo de Gonçalo Byrne faz ao Rio.

Já em Cascais somos convidados a participar do imaginário de dois portugueses notáveis: as pinturas de Paula Rego recebem-nos na sua Casa das Histórias desenhada por Eduardo Souto de Moura.

Despedimo-nos do mar no interior de um farol do século XVII delicadamente renovado pelos arquitectos Aires Mateus.